Tomar antidepressivo é para os fracos? Depressão existe ou é “frescura”?

Blog do Dr. Rafael T. de Sousa

Embora alguns pensem assim, tomar antidepressivo não é coisa de pessoas fracas e depressão não é “frescura”, como mostro neste artigo. A depressão é um transtorno que mostra a complexidade da psicologia humana e a sua relação com o biológico.

Assim sendo, pacientes com depressão podem ter alterações claramente biológicas, como desequilíbrio de neurotransmissores (substâncias que fazem a comunicação entre neurônios), inflamação, ativação imunológica, estresse oxidativo e diminuição de regiões cerebrais (Leonard & Maes, 2012; Koolschijn e cols., 2009). Esta última alteração se dá em regiões do cérebro responsáveis pelo processamento de emoções e regulação de estresse, como o hipocampo. Muito provavelmente, as regiões cerebrais não estão diminuídas por uma redução do número de neurônios. A hipótese mais plausível é que haja uma diminuição das sinapses, que são as conexões entre os neurônios (Czéh e Lucassen, 2007).*

Complementando os estudos que sugerem diminuição de sinapses…

Ver o post original 142 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s